sábado, 15 de janeiro de 2011

A meter água!

  Em todo o mundo já são mais de um bilião as pessoas que sofrem de carência de água potável. Mas nas últimas semanas não se ouve falar noutra coisa senão nas cheias no hemisfério sul, que afectam grande parte da Austrália e do Brasil. Na última quarta-feira o número de mortos na Austrália chegava aos 12 e os desaparecidos eram cerca 62. Num total, existem 40 mil casas e edifícios que estão ameaçados pelas cheias. Esta é a maior catástrofe de sempre na Austrália.
 
Para o Brasil também é a pior tragédia climática da sua história. Os deslizamentos de terras provocados pelas fortes chuvadas e as cheias já fizeram mais de 5 centenas de mortos e milhares de desalojados.
 
 Nós, que batalhamos contra a falta de água, para que haja um uso eficiente, sem desperdícios, sem contaminações, perguntamo-nos porque há estes contrastes. Em pleno verão no Sul do planeta, as pessoas morrem por fortes chuvadas e cheias no Brasil e na Austrália, enquanto todos os anos morrem 1,5 milhões de pessoas por não ter acesso a água.
Austrália
Brasil
  Pense antes de abrir a torneira. A natureza não está doida, o homem é que a enloqueceu.

13 comentários:

Diana disse...

A natureza vai sobreviver a estas catrastofes, quem não sobrevive é o Homem. É pena que não haja consciencia disso.

Minnie disse...

«A natureza não está doida, o homem é que a enlouqueceu.»


Esta foi, sem duvida, a frase mais inteligente que eu li nos últimos tempos.

Jú S disse...

Não podia concordar mais com isto! Acho que estão a fazer um bom trabalho, devem continuar assim ;)

Projecto "Igualdade na Diferença" disse...

É bem verdade. Parece ser bastante interessante, sempre se tem uma melhor interpretação da história.

Beijinhos "Igualdade na Diferença" :)

Anónimo disse...

É de extrema importância sensibilizar a população para o facto da natureza estar tão desregulada, e ser o Homem o causador de tudo isto. E não falamos só de água, nomeadamente no Brasil os deslizamentos também têm a ver com a desflorestação,(pois são as raízes das árvores que seguram a terra).
Muito boa iniciativa, continuem com o bom trabalho.

Ouro azul disse...

Obrigada anónimo :) Esperemos que continue a acompanhar o nosso trabalho.
Beijinhos, Ouro Azul.

Fã da Diana disse...

Continuarei Sara, mas mandar beijinhos a um anónimo não é muito precipitado ? xP

Força com esse projecto, mais uma vez os meus parabéns.

David Marquês ;)

Alexandra, Catarina e Inês disse...

Têm aqui um óptimo projecto! beijinhos *

Ouro azul disse...

David sabes que eu sou muito simpática :p
Mais uma vez, obrigada pelo apoio :)

Antes de Partir disse...

Concordamos totalmente com a frase. O Homem só quando há catástrofes é que se lembra dos seus erros.
Beijinho, o grupo Antes de Partir

Diana disse...

Obrigado Fã da Diana, é muito gentil da sua parte xD

Joana Oliveira disse...

São estes problemas que nos fazem pensar, nos fazem ver que não somos nós que controlamos a natureza, mas sim ela que nos controla a nós e por mais que queiramos explicar estes acontecimentos não conseguimos pois é algo que nos transcende, acho o vosso trabalho bastante interessante, alerta as pessoas para a falta de água e para tentar-mos fazer algo enquanto podemos, pois se continuar tudo na mesma é o Homem que desaparece, pois a Natureza sobreviverá sempre. Gosto imenso da última frase. Beijocas e continuação de um Bom Trabalho ;)

Joana S. *-* disse...

«A natureza não está doida, o homem é que a enlouqueceu.»

Completamente verídico! Não diria melhor.